O AQUÍFERO PERAL-MONCARAPACHO

O aquífero Peral-Moncarapacho consiste num complexo sistema de cavernas de calcário que ocupa uma área de 44 quilómetros quadrados e armazena água subterrânea na área que ocupa. 

O aquífero Peral-Moncarapacho situa-se entre os aquíferos de Faro e Luz Tavira, que foram ambos identificados como ‘vulneráveis’ pela agência ambiental portuguesa e a PROBAAL trabalha para impedir a sua adesão a este estatuto, desafiando a implementação de um projecto solar Iberdrola S.A. inadequado para o Cerro do Leiria. 

O aquífero Peral-Moncarapacho goza actualmente de um estatuto de “saudável”, mas as medições registadas dos níveis da água são, no entanto decrescentes de ano para ano. Isto reflecte uma diminuição da queda de chuva ao longo destes anos, bem como um aumento da procura de água. 

Temos de nos adaptar à situação da disponibilidade da água em toda a região e fazer a sua gestão sustentável a nossa prioridade. 

Comunidades de árvores baixam a temperatura do ar, facultam humidade relativa, criam microclimas e encorajam a precipitação, e porque o contrário é igualmente verdadeiro, não nos parece razoável nem sustentável abater e erradicar milhares de arbustos e árvores com centenas de anos da área de captação de água do aquífero. Como se prevê que o Algarve se torne mais seco nos próximos anos, não devemos permitir a desprega e limpeza de terrenos, acelerando assim o processo de desertificação e a redução de água nos furos locais.

Especialistas confirmam que a limpeza substancial de terrenos da Reserva Ecológica Nacional (REN), que faz parte da área de captação de água do aquífero Peral-Moncarapacho, resultaria numa diminuição da água que entra no aquífero, e num aumento das cheias para o Sul.

A localização proposta para a central solar ESTOI-TAVIRA no Cerro do Leiria cobriria cerca de 5% da área total do aquífero e uma percentagem muito maior da área principal de infiltração.

Porque os recursos hídricos e a sua preservação são de maior preocupação no Algarve seco, a PROBAAL trabalha em conjunto com outras agências e faz parte da associação PAS – Plataforma Água Sustentável.